Home Notícias Governo nomeará 89 agentes penitenciários

Governo nomeará 89 agentes penitenciários

0
Nomear novos agentes penitenciários é uma das promessas do Governo de Pernambuco para aumentar a segurança no sistema carcerário do estado e evitar rebeliões como a que eclodiu no Complexo Prisional do Curado, na Zona Oeste do Recife, nesta semana. No entanto, dos 132 candidatos que concluíram o curso de formação em dezembro, 43 estão sub judice, ou seja, apresentam problemas na justiça. Por isso, não podem assumir o cargo de forma imediata, como havia sido prometido.
A informação foi revelada pelo secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, à equipe do NETV na manhã de hoje. “Os 89 candidatos que estão aptos para trabalhar serão nomeados imediatamente, mas os demais estão sub judice”. Os agentes que esperam pela nomeação foram aprovados no último concurso realizado para a classe, em 2009. Foram mais de 2 mil aprovados na seleção, mas a primeira turma de candidatos só foi chamada para o curso de formação no segundo semestre do ano passado.

Os agentes penitenciários efetivos também aguardam a nomeação. Na terça-feira, durante a rebelião dos detentos do Complexo Prisional do Curado, o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, João Carvalho, revelou as dificuldades enfrentadas pela classe. O déficit de profissionais é a maior queixa. Segundo ele, faltam mais de 4 mil agentes para que o efetivo fique completo. Por isso, apenas quatro ou cinco oficiais costumam ficar de plantão nas unidades prisionais e, com esse quadro, cerca de 60% das guaritas ficam desativadas.
Construção de unidades: Além de prometer a nomeação imediata dos agentes aptos para o trabalho, Pedro Eurico voltou a afirmar que o governo está trabalhando na ampliação do sistema carcerário de Pernambuco. O secretário de Justiça e Direitos Humanos falou que passou a quarta-feira pesquisando locais para a construção de novas unidades prisionais e ainda garantiu que as obras dos presídios de Tacaimbó e Araçoiaba serão retomadas em breve. Resolver os problemas judiciais que travam a construção do Presídio de Itaquitinga é outra promessa.
Eurico ainda reforçou que o governo não vai permitir o porte de armas brancas nas unidades, como acontece no Complexo Prisional do Curado, onde os presos se rebelaram nesta semana. Por isso, o complexo terá “revistas sistemáticas, periódicas e radicais” e ainda ganhará novas câmeras de vigilância, de acordo com o secretário. (G1 PE)
Fonte: Blog: O Povo com a Notícia
Sexta, 23 de janeiro de 2015 – Postado por Elismar Rodrigues

Os comentários abaixo não expressam a opinião do blog Ouricuri em Foco e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.