Entretenimento Notícias Pernambuco

21º Festival de Curtas de Pernambuco tem início celebrando a força do audiovisual pernambucano

Compartilhe

 

Abertura do FestCine aconteceu nesta segunda-feira (9) com a presença dos homenageados, o cineasta Alexandre Figueirôa e a atriz Conceição Camarotti

Diante de um Cinema São Luiz repleto de realizadores, familiares e amigos da sétima arte, o 21º Festival de Curtas de Pernambuco (FestCine) teve início nesta segunda-feira (9) celebrando a força do audiovisual pernambucano. A abertura do evento teve também a presença de gestores do Governo de Pernambuco e da Prefeitura do Recife, realizadores do festival, e dos homenageados desta edição, o cineasta Alexandre Figueirôa e a atriz Conceição Camarotti – que receberam o Troféu Fernando Spencer durante a homenagem. Clique AQUI e confira as imagens.

Representando o governador Paulo Câmara, o secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, ressaltou a cadeia de valor que se estabelece a partir da academia, por meio de uma base técnica difundida e qualificada, com o mercado do audiovisual em Pernambuco durante o festival.

“É a partir do FestCine, a base da nossa estrutura do desenvolvimento do audiovisual, que a gente consegue atingir voos mais altos. 21 anos é algo pra ser celebrado. Tenho certeza que até o próximo sábado (14) se estabelecerá os próximos anos de sucesso do cinema pernambucano, porque tudo começa aqui. Todos os grandes pernambucanos do audiovisual, em algum momento, passaram por esse festival”, destacou Gilberto Freyre Neto.

Iana Claudia Marques, gerente de Desenvolvimento e Descentralização Cultural, da Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR), disse que “é uma honra participar deste festival construído em parceria com tanto respeito e cuidado. “Estamos aqui celebrando um evento de resistência. Em tempos tão difíceis, cada um de vocês aqui faz da arte um propósito para a vida”, comemorou a gestora.

Para Luciana Poncioni, coordenadora do Audiovisual da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) e do FestCine, “nesta edição, tivemos mais de 150 curtas enviados à curadoria, o que ajuda a revelar a intensa produção audiovisual pernambucana dos últimos anos”.

O panorama das mostras competitivas desta edição é composto por 49 filmes, exibindo uma grande diversidade de temas, estéticas, narrativas e processos de realização. São ficções, videoartes, documentários, animações e videoclipes que integram as programações de duas mostras competitivas, a Mostra geral e a de Formação. A programação completa está disponível no Portal Cultura.PE (www.cultura.pe.gov.br).

Dos 49 selecionados, participam realizadores do litoral ao sertão, representando cidades como Arcoverde, Buíque, Carpina, Caruaru, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Jatobá, Olinda, Orobó, Petrolândia, Petrolina, Recife e Tacaratu.

Os selecionados concorrem a um total de R$ 58,5 mil em premiações, divididas na Mostra Competitiva Geral e na Mostra Competitiva de Formação. Será concedido, ainda, o Troféu Fernando Spencer para os filmes que concorrem na Mostra Competitiva Geral em diversas categorias.

Um dos realizadores presentes na noite de abertura do 21º FestCine, Marcos Carvalho, coordenador do projeto Cinema no Interior e um dos diretores do curta “O menino que tinha medo do rio”, de Petrolândia, fez um agradecimento em especial à comissão organizadora do festival. “Nós estamos sendo bem acolhidos aqui nesse festival e sou muito grato a tudo que conspirou a favor para que chegássemos até aqui. E vamos resistir sempre. Vamos realizar, sonhar e  fazer cinema”, celebrou.

Ações integradas – Nesta edição, o FestCine conta com atividades em parceria com outras linguagens artísticas da Secretaria de Cultura de Pernambuco. O Troféu Fernando Spencer, por exemplo, foi produzido pelo artista e coordenador de Artes Plásticas da Secult-PE, Márcio Almeida.

Outra novidade deste ano é que quem apresenta o festival é o ator e assessor de Circo da Secult-PE, Jorge Clésio – que recentemente realizou o mesmo trabalho no 12º Festival de Cinema de Triunfo. Além da apresentação do festival, Jorge Clésio mediará os debates com os realizadores que acontecem de terça (10) a sábado (14), às 17h, no hall do Cinema São Luiz.

A Assessoria de Design e Moda da Secult-PE vai promover durante todo o festival uma feira criativa com alguns trabalhos de marcas como Dona Quitéria, Arte em Linha, Vem Meu Bem, Micro Mundo e A Cápsula, que vão vender no hall do São Luiz produtos como canecas, pôsteres, terrários, roupas e outros acessórios.

Já a Assessoria de Gastronomia da Secult-PE ocupou o primeiro andar do Cinema São Luiz numa parceria com o Café do Bonde, da chef Ana Claudia Martins, que preparou um cardápio especial para o FestCine com elementos da culinária pernambucana.

Assessoria

Leia também: