Notícias Pernambuco

Animais silvestres são resgatados em operação conjunta no Sertão de Pernambuco

Compartilhe

 

Iniciativa reúne mais de 20 órgãos públicos e entidades não-governamentais

Uma operação conjunta de combate aos crimes ambientais resgatou 56 pássaros, nove jabutis e um macaco sagui, na segunda-feira (15), em Petrolândia, no Sertão de Pernambuco. Intitulada de Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), a iniciativa está na segunda edição no estado e reúne diversos órgãos que atuam na preservação ambiental.

Os animais foram encontrados em uma residência do município e o proprietário foi autuado por manter os animais confinados, sem a devida autorização do órgão ambiental. Os bichos foram recolhidos e encaminhados a um centro de tratamento da região, onde serão examinados e reintegrados à natureza.

A ação foi desenvolvida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pela Agência Estadual de meio Ambiente (CPRH), e a operação conta com a participação de mais de 20 órgãos públicos e entidades não-governamentais. As instituições atuam na preservação dos recursos socioambientais por meio da identificação de irregularidades e adoção das respectivas sanções.

Órgãos participantes

Sob coordenação do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com apoio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), as entidades participantes da FPI são: Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro); ONG Animalia; Agência Nacional de Mineração (ANM); Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac); Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa); CemaFauna Caatinga/Univasf; Agência de Bacia Peixe Vivo; Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH); Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA); Fundação Nacional de Saúde (Funasa); Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Polícia Militar de Pernambuco (PMPE / 23º BPM e Companhia Independente de Polícia do Meio Ambiente – Cipoma); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) e Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Leia também: