Em Ouricuri poderá surgir o primeiro Mandato Coletivo

Um grupo de Ouricuri-PE, se articula para lançar pela primeira vez no Araripe um modelo de parlamentar que é formado pelo povo e para o povo, intitulado de Mandato Coletivo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira experiência do Brasil

Na eleição de 2016, um grupo de cinco pessoas “foi eleito” para uma vaga de vereador na cidade de Alto Paraíso de Goiás, cidade com pouco mais de 7.000 habitantes. Oficialmente, apenas um deles, o advogado João Yuji (Podemos, antigo PTN), estava inscrito como candidato na Justiça Eleitoral. Conquistada a cadeira na Câmara, Yuji garantiu que seu mandato seria exercido em conjunto com seus quatro amigos que trabalharam na campanha. O Nexo conversou com Ivan Anjo Diniz, um dos cinco membros do mandato coletivo em Alto Paraíso, para saber como ele define a experiência do primeiro ano de trabalho do grupo. Diniz afirmou que o grupo se reúne regularmente para discutir as questões da cidade e que não há hierarquia entre os membros do mandato. Ainda que Yuji seja o vereador oficial, as decisões são tomadas por consenso e, quando ele não é alcançado, por votação.

Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2018/03/02/O-que-%C3%A9-mandato-coletivo.-E-quais-os-seus-limites-pr%C3%A1ticos-e-legais

Deixe uma resposta