Início Destaques Ouricuri: O lixo da vergonha; por Sophia Daiane

Ouricuri: O lixo da vergonha; por Sophia Daiane

97
0
Foto: Sophia Daiane

 

Em Ouricuri, uma paisagem degradante e vergonhosa faz parte do dia-a-dia dos ouricurienses sem que ninguém perceba. Ou, sem que se importem o suficiente. Estou falando do LIXÃO, localizado a aproximadamente 5km da cidade.
Se já é um absurdo despejar detritos sólidos ao ar livre, sem aterro sanitário (ou qualquer outra forma menos degradante ao meio ambiente) e ainda sem os devidos cuidados – que foram especificados no Plano Diretor da cidade, mas não efetivados – imagine então saber que esse local conta com a presença diária de 10 famílias? Sim, elas estão lá, literalmente no meio do lixo! não apenas trabalhando, mas MORANDO no local, em precários barracos de lona e madeira, sem sequer ter acesso a saneamento básico!

E se você pensou que eles não contam com nenhum tipo de material de proteção para o exercício do trabalho, acertou! Não há luvas ou máscaras, nem roupas adequadas, nem qualquer proteção para a pele. Essas/es trabalhadoras/es, moradores do lixão, recebem, a cada dia, o que de pior Ouricuri pode oferecer, completamente desprotegidos, expostos a vírus, bactérias e a outros inúmeros tipos de doença. Para piorar, em meio a pandemia, ainda têm que enfrentar um perigo maior chamado LIXO HOSPITALAR. Ele têm chegado junto aos demais, sem qualquer cuidado ou aviso, tornando a separação e coleta de material uma prática ultra-perigosa. Diante de tamanha aberração, fica a pergunta: Será que os governantes de Ouricuri continuarão de olhos fechados diante de tamanho descaso com o meio ambiente e com as vidas humanas?

Foto: Sophia Daiane
Foto: Sophia Daiane
Foto: Sophia Daiane
Foto: Sophia Daiane

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui