Notícias

OURICURI: Vamos continuar lutando pelo aumento dos nossos salários garante presidente dos ACS e não descarta possibilidade de greve

Compartilhe:

Segundo publicação no blog do Edy, na ultima sessão do corrente mês os vereadores aprovaram o projeto de autoria do executivo Municipal que concede reajuste salarial a diversas categorias no âmbito da administração publico do município de Ouricuri.

Depois de várias negociações com vereadores, gestão e SINDSEP chegaram enfim a um acordo e o projeto entrou em pauta.

Porém os Agentes de Saúde e de Endemias do município não se sentem contemplados com o projeto, pois estavam querendo um aumento salarial de 2% e só foi concedido a categoria 1.81%.

A Presidente da Associação dos Agentes Comunitários de Saúde de Ouricuri (ACS) Roméria Rodrigues disse que  categoria não foi respeita pela gestão e a comissão que se reunião por que não chamou para uma nova negociação que viesse a beneficiar a categoria.

O que nós estávamos cobrando de aumento salarial era 2% e não 1.81% como foi proposto pelo governo e a Câmara aprovou.

Cadê o respeito pela categoria e pela representação da Associação? Questionou.

Instigada sobre uma possível greve se a gestão municipal não rever esses valor do reajuste Roméria comentou: estamos num período importante de vacinação, porém no dia a dia a atenção básica quem está diariamente com as famílias são os ACS que ainda hoje sem o material básico e alguns para enviar suas produções estão pagando até a internet do bolso não pararam de trabalhar.

  • Mas cadê a valorização, o reconhecimento? Não temos. O que queremos é o reajuste do nosso salário, pois ele é quem nos sustenta e a nossa família. Há sim uma possibilidade de greve.

Vamos levar em assembleia e a categoria vai decidir, o que não podemos é cruzar os braços enquanto nosso direito não está sendo respeitado.

Quanto uma possível data para que a greve aconteça caso a categoria não renegocie com o gestor a presidente preferiu não dar previsão.

O procurador do Município Dr. Wilker se mostrou aberto ao diálogo primeiro vamos dialogar depois veremos esta possibilidade que não estar descartada, garantiu.

Foto: Edy Vieira

Leia também: