Paulo Câmara trocará sete secretários. Saiba quem deve assumir

0
97

JC Online / Foto: Roberto Pereira/PSB


Paulo Câmara (PSB) promete que não haverá descontinuidade de ações do Estado com reforma no secretariado

Sete nomes do primeiro escalão deixam o governo Paulo Câmara hoje para concorrer nas eleições de outubro. “Provisoriamente, vou colocar os secretários-executivos. E vou discutir isso com mais calma a partir da próxima semana”, anunciou ontem o governador. A principal mudança deve ser a provável acomodação do PSC na Secretaria de Habitação, embora a sigla prefira ter o deputado estadual André Ferreira disputando o Senado.

As mudanças atingem postos estratégicos como a Casa Civil, responsável pela articulação política; a Secretaria de Administração, que coordena licitações e a relação com o funcionalismo; e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que abrange o Porto de Suape. Alguns nomes do segundo escalão também irão para a disputa eleitoral, como a secretária-executiva de Saúde, Ana Callou.

Quem assume?

Pelas apostas de bastidor, Paulo Câmara deve apostar em técnicos e aliados próximos para recompor o secretariado. José Neto deve assumir a Casa Civil e o ex-presidente da Perpart Rodrigo Amaro pode voltar ao governo como secretário de Administração. Na articulação política, Antônio Figueira deve suceder João Campos na chefia de gabinete.

Já o vice-governador Raul Henry, que disputará para federal, deve manter um aliado na pasta de Desenvolvimento Econômico. As apostas estão entre o presidente da Agência Condepe/Fidem, Bruno Lisboa, e o presidente do Porto de Suape, Marcos Baptista. “O governo está andando, tem equipe pronta e pessoas competentes. Não vai haver descontinuidade”, prometeu Paulo Câmara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui