Pernambuco Política

Pesquisa mostra “impotência eleitoral” de pré-candidatos petrolinenses ao Governo de Pernambuco

Compartilhe

Robério Sá 


A nova pesquisa do Instituto Múltipla divulgada nesta quinta-feira, dia 3, mostrou a impotência eleitoral dos pré-candidatos ao Governo do Estado, que possuem suas bases eleitorais em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.

Pela primeira vez, o Múltipla colocou os nomes do deputado estadual Odacy Amorim (PT) e do ex-prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (Rede), a prova do  eleitorado pernambucano, e obtiveram um péssimo resultado, assim como o do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), que foi derrotado pela sua própria cobiça de ser presidente do MDB em Pernambuco, travando uma disputa desgastante com o vice-governador, Raul Henry e o deputado federal Jarbas Vasconcelos, prejudicando seu resultado na aferição.

De acordo com a pesquisa, Bezerra Coelho aparece com 3,8%, seguido de Odacy Amorim com 2,3% e Júlio Lóssio com 1,5%. Com um coeficiente eleitoral tão baixo, dificilmente, eles terão condições de disputar contra o governador Paulo Câmara (PSB), que aparece com 15,5%, seguido da vereadora Marília Arraes (PT) com 15%; senador Armando Monteiro (PTB) com 14,5 % e o ex-ministroMendonça Filho, que pontua com 11%.

Como os números mostram, os candidatos ao Palácio do Campo das Princesas, que possuem seu reduto eleitoral no interior do estado, sempre estão em desvantagem e dificilmente dispõem de condições para uma corrida majoritária dessa magnitude.

Confira abaixo os números completos da pesquisa eleitoral.

NOVA PESQUISA ELEITORAL APONTA EMPATE TÉCNICO ENTRE PAULO CÂMARA (15,5%), MARÍLIA ARRAES (15%) E ARMANDO MONTEIRO (14,5%)

Leia também: