Destaques Educação Notícias

Professores de Tacaratu-PE interdita trecho da PE-375 em defesa do pagamento dos precatórios do FUNDEF

Compartilhe:

Os professores da rede municipal de Tacaratu juntamente com os povos indígenas Pankararu e Entre Serras, organizaram nessa manhã de hoje (5) um ato público que interditou um trecho da PE-375. Sindicato, professores, moradores e indígenas protestaram em defesa do pagamento dos precatórios do FUNDEF (recursos previstos em Lei Federal de um Fundo de manutenção e desenvolvimento do ensino fundamental e valorização do magistério aos municípios) aos profissionais da educação.

O valor devido pela União ao Município de Tacaratu é de R$ 4.802.195,67 (quatro milhões, oitocentos e dois mil, cento e noventa e cinco reais e sessenta e sete centavos), mais atualizações.

Os valores repassados devem ter 60% utilizados para pagamento dos professores do magistério e 40% em atividades voltadas à estruturação da educação.

A reivindicação também cobrava a cedência dos prédios municipais para o estado, das Escolas Municipais: Bom Jesus, localizada no Sitio Olho D’ Água do Julião, e Nóbrega, localizada na comunidade Entre Serras.

O ato se estendeu pela cidade teve caminhada no centro e concentração na frente da prefeitura. Em seguida fomos até a câmara de vereadores onde estavam reunidos em assembleia ordinária, fomos recebidos e apoiados por todos que garantiram que iram votar favor do projeto de lei para o pagamento do precatório do FUNDEF.

Leia também: