Notícias Ouricuri

SINDSEP convoca filiados para greve geral dia 14 de junho em defesa da previdência

Compartilhe:

 

 

 

As centrais sindicais brasileiras convocaram, de maneira unificada, uma Greve Geral para 14 de junho.

A pauta central da Greve Geral será a defesa do direito de aposentadoria e o repúdio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/19, da Reforma da Previdência.

Assista o vídeo:

Os trabalhadores(as) urbanos e rurais na luta pela aposentadoria, saúde, educação, emprego e vida digna. Por tudo isso… Greve Geral sexta-feira, dia 14 de junho, com manifestação 8h, defronte à prefeitura de Ouricuri. Vêm também!!!

Posted by Dhone Monteiro on Tuesday, June 11, 2019

A convocação da Greve Geral ocorreu durante o ato do Dia Internacional de Luta dos Trabalhadores, em São Paulo (SP). Pela primeira vez, todas as centrais sindicais organizaram um ato unificado de 1º de maio na capital paulista. Mais de 200 mil pessoas foram à manifestação, no Vale do Anhangabaú.

Os trabalhadores presentes no ato fizeram uma votação simbólica de apoio à deflagração da Greve Geral contra a Reforma da Previdência.

A orientação das centrais é que, a partir de agora, a mobilização comece a ser construída nas bases das mais diversas categorias. O objetivo é que, no dia 14 de junho, sejam paralisados todos os locais de trabalho, estudo, comércio, bancos e circulação de mercadorias.

O país precisa que o governo cobre os devedores do INSS, pare de pagar a Dívida Pública e entregar dinheiro para banqueiros. Querem acabar com a aposentadoria, com o futuro dos nossos filhos, para entregar dinheiro para os bancos. Por isso, afirmamos, não tem negociação com essa reforma. Precisamos ampliar nossa mobilização e derrotar essa reforma na íntegra. É o nosso direito e das futuras gerações que está em jogo nesse momento crucial.

O SINDSEP não foge a luta! Participamos ativamente das manifestações contra os cortes de verbas da educação dias 15 e 30 de maio e vamos continuar mobilizados. Para tanto, realizamos uma assembleia geral no dia 30 de maio, onde foi aprovada a adesão à GREVE GERAL DIA 14 DE JUNHO.

Tire a mão da minha aposentadoria!

CARTA AO POVO DO ARARIPE

Nós, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais da Região do Araripe, FETAPE-Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultoras/es Familiar do Estado de Pernambuco, MPA-Movimento dos Pequenos Agricultores, IF Sertão Campus Ouricuri, CAATINGA – Centro de Assessoria aos Trabalhadores/as e Instituições Não Governamentais, SINDSEP-Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ouricuri, FORUM DE MULHERES DO ARARIPE, CEBs, MST, SINTEPE, Lideranças Partidárias, compreendendo o processo de desmonte de direitos conquistados pelos trabalhadores e trabalhadoras, considerando os desafios atuais que resulta no aumento das desigualdades, injustiças, desemprego, exclusões e violência contra os povos.

Dirigimo-nos ao povo da Região do Araripe para destacar o aumento do desemprego, diminuição dos salários, retirada de direitos trabalhistas, precarização do trabalho, corte de políticas de proteção social e de renda mínima como o bolsa família, paralisação dos programas de moradia, de defesa dos direitos das mulheres e da juventude, cortes na saúde, cortes na educação pública e brutal ataque à previdência social como principais consequências socioeconômicas da agenda ultraliberal implementada pelo governo de Jair Bolsonaro.

Em função dessa realidade os sindicatos, federações, movimentos populares, organizações não governamentais do Araripe se organizam e lutam:

  1. Contra a reforma da previdência, que ataca especialmente as mulheres, os agricultores e agricultoras, servidores e servidoras públicos. Defendemos a manutenção do sistema de previdência pública de caráter solidário e o direito à aposentadoria que garante a movimentação econômica no município, hoje 70% dos municípios tem a maior renda vinda da previdência social, isso significa que é mais recurso que fundo de participação dos municípios.
  2. Em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade, em todos os níveis, para toda a população, destacando a importância da educação e das escolas do campo;
  3. Em defesa do SUS, por uma saúde pública, gratuita e de qualidade que atenda a todas e todos;
  4. Pelo direito ao trabalho decente, salário, renda, emprego, renda mínima cidadã e contra a precarização do trabalho;
  5. Contra a liberação dos agrotóxicos já banidos em outros países e em defesa das políticas socioambientais que garanta o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida;
  6. Contra o fechamento do MDA e extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, defendemos políticas agrícolas como seguro safra e programa nacional de fortalecimento da agricultura familiar que é fundamental para a permanência do agricultor e da agricultura no campo produzindo de forma saudável;
  7. Contra o retrocesso nas políticas públicas duramente conquistadas pela classe trabalhadora; e
  8. Contra a violação dos direitos humanos, contra a violência, a liberação da posse e porte de armas, o racismo, o machismo, a incitação ao ódio e todas as formas de intolerância.

Nesse sentindo, reafirmamos nosso compromisso na luta pela construção de uma sociedade justa, igualitária e democrática. Conclamamos o povo de Ouricuri e Região para se somar na Greve Geral que acontecerá no dia 14 de junho contra o desmonte das políticas públicas e retirada de direitos.  

SINDSEP Ouricuri-PE

Leia também: