Política

Condenação de Lula é tentativa de inviabilizar candidatura em 2018, diz Gleisi

Compartilhe:

Em discurso na tribuna do Senado, a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), disse hoje (12) que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “política”, “sem provas” e tem como objetivo inviabilizar a candidatura do líder petista à presidência da República em 2018.

“Como o Lula pode ser dono de um triplex se não tem o registro de imóveis no nome dele? Como o Lula pode ser dono de um triplex que não tem sequer a vontade de ele comprar documentada? Não tem provas de que esse apartamento é do Lula”, criticou Gleisi.

Além dos 9 anos e meio de prisão, a sentença de Moro proíbe Lula de exercer cargo ou função pública por 19 anos. “Se vocês querem tirar o Lula da vida política, sejam decentes, sejam corajosos, lancem um candidato e disputem nas urnas”, discursou.

Gleisi fez ainda críticas ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância. Para ela, a decisão de Moro de condenar Lula é uma “prestação de contas” do magistrado aos meios de comunicação e com a opinião pública.

“Juiz Sérgio Moro dê exemplo ao Brasil, não faça isso. É feio. Todo mundo está vendo que é uma decisão política, uma decisão baseada em convicção, baseada para justificar a sua posição reiterada de convencimento da opinião pública de que Lula era chefe de quadrilha”, disse a senadora.

Segundo a presidenta do PT, os movimentos sociais se mobilizarão para defender a inocência do ex-presidente e será organizado um ato amanhã (13) com Lula em defesa do petista.

Partido

Uma nota assinada pela direção nacional do partido também criticou a decisão de Moro e defendeu que Lula é vítima de perseguição. ” Lula não está acima da lei, tampouco abaixo dela. O que ocorre é um processo de perseguição que se constitui em uma aberração constitucional; um caso típico de lawfare, em que se utilizam recursos jurídicos indevidos como fim de perseguição política”.

O texto diz ainda que manterá a “defesa intransigente a Lula, por acreditar em sua absoluta inocência”. “Hoje, mais do que nunca, nos solidarizamos com Lula, e com seus filhos e netos”.

*texto ampliado às 17h15

Ivan Richard Esposito – Repórter da Agência Brasil

 

Confira também…

*Moro condena Lula a 9 anos e meio de prisão

*Reforma trabalhista vai agora para sanção de Temer

*Banco do Brasil anunciou que vai disponibilizar recursos de R$ 381 milhões para Pernambuco

*Com 50 votos favoráveis, Senado aprova reforma trabalhista

*Moro pode anunciar sentença de Lula até o fim de semana

*Kaio Maniçoba assumirá secretaria de Habitação em Pernambuco

*Reforma trabalhista: saiba quando as mudanças vão te afetar

*Maia faz apelo para deputados votarem denúncia na sexta: ‘Brasil precisa tomar uma decisão’

*Além de ação contra Lula, Moro tem outras três prontas para julgar na Lava-Jato

*Penhor da Caixa movimenta R$ 7,2 bilhões no primeiro semestre deste ano

*PMDB se reunirá para decidir se fecha questão em relação à denúncia contra Temer

*Temer rebate críticos e diz que, “enquanto alguns protestam, a caravana passa”

*Cufa lança cartão pré-pago para moradores de favelas

*Quinta parcela de 2017 do Pnae e do Pnate depositada nas contas-correntes do Estado e dos municípios pernambucanos

*Inscrições para o Fies no segundo semestre começam dia 25 de julho

*Senadores sabatinam hoje Raquel Dodge, indicada por Temer para substituir Janot

 

Leia também: