Notícias

DENUNCIA: Prefeito de Bodocó cria secretaria para empregar esposa

Compartilhe:
O prefeito da cidade de Bodocó no sertão do Araripe, Danilo Rodrigues, criou uma secretaria para agregar a primeira dama, Aline Furtado, esposa do prefeito, que já em sua gestão, secretária de Ação Social da prefeitura, sendo substituida por sâmea Pedroza.
Além da esposa que ganha agora uma secretaria criada para ela, o prefeito ainda tem pai, tia, primos e agregados da família, todos com salários no primeiro e segundo escalão, caracterizando dessa forma de Nepotismo.

O projeto da secretaria foi apresentado pela vereadora Galega do Cartório, que integra a ala de oposição do grupo do ex-prefeito Brivaldo Alves. Todos os vereadores votaram a favor, com a exceção de Dário Brito, Chico Bolim e Jorginho.
No serviço público, a derivação da palavra NEPOTISMO foi atribuída à pratica de contratações de parentes do membro do “Poder” quando são contratados para empregos temporários, cargos comissionados ou colocados em função gratificada apenas por causa do laço de parentesco em sentido amplo”. O nepotismo, quando plenamente comprovada a intenção de privilegiar parentes, configurando o nepotismo, o agente público ou membro de poder poderá se sujeitar à ação civil pública por ato de improbidade administrativa, cujas sanções conforme determina o art. 11 da Lei 8.429/92 são de ressarcimento integral do dano ao erário, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente pelo prazo de três anos.
Danilo Rodrigues, portanto, criou agora a Secretaria da mulher.
A denuncia foi feita e publicada pela jornalista Lusimar Lima.
O nosso espaço democraticamente está a disposição do chefe do executivo de Bodocó, para os devidos esclarecimentos sobre a denunica, mediante contato para agendamento.
Domingo, 26 de julho de 2015 – Postado por Elismar Rodrigues

Leia também: