Notícias

Deputados federais pernambucanos elegeriam distritão como novo sistema eleitoral do País

Compartilhe

Por Giovanni Sandes
Se dependesse apenas da bancada federal de Pernambuco, o distritão seria nosso novo sistema eleitoral. De nomes mais ligados aos jovens, como Luciana Santos (PCdoB) e Daniel Coelho (PSDB), aos mais diferentes partidos – como alguns nomes do PSB e todos do PTB local -, a maioria votou a favor do distritão, o polêmico sistema eleitoral que elege diretamente os mais votados. O distritão, considerado um retrocesso político, não passou na Câmara Federal, a contragosto do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB). Mas teve 13 de 23 votos dos pernambucanos, que rejeitaram os outros novos sistemas eleitorais propostos.

A ESCOLHA DE PERNAMBUCO
O distritão soa legal porque envolve uma justiça aparente. Afinal, nada mais justo do que quem somar maior número de votos ser eleito e pronto, né? Aí é preciso calma: o papel do poder econômico tenderia a aumentar, bem como o culto ao personalismo. As já combalidas ideologia e propostas partidárias teriam morte por escrito, já que as pessoas, não as siglas, seriam o principal no mundo político. As minorias tenderiam a ser ainda mais excluídas. O distritão só é adotado por três países no mundo, entre eles o Afeganistão.
Abaixo você confere os pernambucanos que votaram a favor da proposta.
Quinta, 28 de maio de 2015- Postado por Elismar Rodrigues

Leia também: