Compartilhe:
imagem
O Ibovespa tem alta nesta terça-feira (20) depois de anúncio de quatro medidas para aumentar em R$ 20 bilhões as receitas do governo pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy. Além disso, a China divulgou um crescimento do seu PIB em 2014 maior do que o esperado. Às 10h16 (horário de Brasília), o índice sobe 1,45%, a 48.451 pontos.
O câmbio seguia otimismo generalizado e o dólar caía 0,47%, ficando cotado a R$ 2,6433 na venda. Em relatorio, a Guide Investimentos explica que o discurso de Levy tem aumentado a sua credibilidade e ajudado a conter a pressão de alta do dólar e dos juros futuros mais longos. Os juros DI para janeiro de 2016 caíam 7 pontos-base, para 12,61%.
As ações da Vale (VALE3, R$ 21,81, +0,74%; VALE5, R$ 19,24, +0,73%) sobem por espera de que o minério fique mais caro com um aumento na demanda da China puxada por uma desaceleração menor da economia do gigante asiático. Petrobras (PETR3, R$ 9,33, +5,07%; PETR4, R$ 9,60, +4,46%) sobe 5%.
Na Europa, espera por anúncio pelo BCE (Banco Central Europeu) de estímulos à economia por meio de um programa de compra de ativos nos moldes do “Quantitative Easing” dos Estados Unidos puxa a alta nas bolsas novamente, apesar de relatório do FMI dizendo que a economia mundial deve crescer menos em 2015.

10h10: Petrobras (PETR3, R$ 9,29, +4,62%; PETR4, R$ 9,66, +5,01%)
As ações da Petrobras disparam após mostrar certa independência com decisão do governo de elevar a Cide e PIS/Cofins sobre combustíveis. A companhia afirmou que repassará o aumento dos preços para os consumidores, o que foi visto como positivo pelos analistas. O BTG Pactual comentou que é uma mudança “material” na abordagem do governo e que isso passa mensagem de que a companhia vai realmente se comportar e ser tratada mais como uma companhia independente. (247)
Terça, 20 de Janeiro de 2015 – Postado por Elismar Rodrigues

Leia também: