Notícias Pernambuco

Nazaré da Mata sediará debate sobre a luta das mulheres pelo direito à terra

Encontro tem como objetivo divulgar e avaliar como a nova agenda de desenvolvimento sustentável pode contribuir para o fortalecimento da luta das mulheres à terra, aos recursos naturais e produtivos

O município de Nazaré da Mata, localizado na Zona da Mata Norte, sediará o encontro Diálogo Local: incorporando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) na luta das mulheres pelo direito à terra. O evento será realizado no dia 7 de março, no auditório da UPE, a partir das 8h30. Na organização estão o Espaço Feminista em parceria com o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe) e a Secretaria da Mulher de Pernambuco, além da Prefeitura de Nazaré da Mata. O encontro também conta com o apoio da Rural DevelopmentInstitutede Seatlle (Landesa), da Comissão Huairou, e da Coalisão Internacional para a Terra (ILC) dentre outras organizações.

De acordo com a responsável, Natali Lacerda, do Espaço Feminista, a importância do encontro é, de um lado, trazer essa discussão sobre essa nova agenda do desenvolvimento sustentável a partir de uma perspectiva de gênero para o território, pautando a discussão com governos locais, movimentos sociais e organizações que atuam nessas áreas. De outro lado, poder divulgar os resultados desse diálogo com governos, sociedade civil e especialistas de forma ampla na mídia local, regional e internacional.

O objetivo principal do encontro é divulgar e avaliar como a nova agenda de desenvolvimento sustentável discutida no âmbito da global pode contribuir para o fortalecimento da luta das mulheres à terra, aos recursos naturais e produtivos, sejam elas urbanas e rurais, negras, indígenas, quilombolas, de várias idades e orientação sexual. “Toda essa mobilização visa atingir um grande número de mulheres rurais para que elas se conscientizem sobre seus direitos à posse segura da terra, além de compreender a importância do tema”, explica, acrescentando que esse compromisso foi firmado com as novas metas do desenvolvimento sustentável que foram assumidas pelo Brasil junto à ONU e aos demais Estados membros da Organização, em setembro de 2015.

Na programação, serão apresentados os princípios, diretrizes e as formas de efetivação do direito das mulheres à terra e aos recursos naturais e produtivos utilizando essa nova agenda e as campanhas globais que estão sendo lançadas. Uma estimativa frequentemente citada é de que as mulheres constituem metade da população mundial, um terço da força de trabalho oficial, dois terços do trabalho, mas ganham apenas um décimo da renda e possuem apenas 1% da propriedade mundial (ONU, 1980).

ENCONTRO– O evento começará com uma abertura e mensagem de boas vindas de autoridades sobre a importância do evento e do tema para a região. Em seguida, será exibido um vídeo sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (SDGs), seguido de uma discussão sobre a implementação desses objetivos a nível do Estado de Pernambuco e do Mata Norte. A partir daí, será franqueada a palavra aos participantes para um debate sobre essa nova agenda global e a sua relevância para as politicas publicas implementadas no nível local e para a luta das mulheres pelo direito à terra e aos recursos naturais e produtivos.

No segundo momento do encontro, será apresentada uma pesquisa sobre as políticas públicas que estão sendo implementadas no território e como essas politicas estão e podem contribuir para o alcance dos objetivos e das metas e, ao mesmo tempo, ajudando a reduzir a pobreza, a fome e a desigualdade entre homens e mulheres. Após a apresentação dos dados desse levantamento haverá um debate e a manifestação das/dos participantes. Por fim, apresentado um vídeo e o testemunho de mulheres sobre o impacto que a posse segura da terra tem e pode ter na vida das mulheres e de suas famílias, seguido de um debate e da manifestação de e das participantes. Em seguida, será apresentado e distribuído um cordel que fala sobre as diretrizes voluntárias para uma governança responsável da terra, das florestas e da pesca.

O encontro deverá reunir cerca de 100 pessoas e terá a participação de diversos setores como organizações de mulheres, grupos ligados à agroecologia e comunidades quilombolas, acadêmicas, pesquisadores/as, representantes da Defensoria Pública e contará com a presença do Presidente do Iterpe, Paulo Lócio; de representantes da Secretária da Mulher de Pernambuco, além de prefeitos e secretários/as municipais.

Serviço:

Diálogo Local: incorporando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) na luta das mulheres pelo direito à terra

Quando: Segunda-feira,  7 de março

Onde: Auditório da UPE, em Nazaré da Mata

Horário: 8h30 às 15h30.

Do blog A voz da vitória

Leia também: