Notícias

Policial à paisana reage a tentativa de assalto no metrô do Recife, e mata dois suspeitos dentro de vagão

Compartilhe:

Dois rapazes suspeitos de arrastão na Estação Largo da Paz, sentido Cajueiro Seco da Linha Sul do Metrô do Recife, foram mortos por um policial civil à paisana no meio da tarde desta segunda-feira (31). Eles estariam assaltando os passageiros junto com mais um adolescente. O coordenador de Segurança da CBTU, Lauro Ataide, afirma que o trio estava atuando no local há cerca de um mês.

De acordo com o 12º Batalhão, o terceiro suspeito, que é menor de idade, foi apreendido e encaminhado para a Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente. Com o trio, foi achada uma arma calibre 38.

Segundo o coordenador de Segurança da CBTU, Lauro Ataide, quando o policial viu o anúncio do assalto no vagão, ele deu voz de prisão aos suspeitos. Em seguida, um dos jovens teria tentado atirar três vezes contra o policial, mas a arma falhou. O oficial reagiu e atingiu dois dos suspeitos. O terceiro suspeito, então, se entregou.

De acordo com a perita do Instituto de Medicina Legal, Vanja Coelho, os dois corpos ainda não foram identificados – ela também não informou a idade aparente dos jovens. Cada um recebeu dois tiros.

No momento da ação, um quarto homem que vendia pipoca no local estava correndo nos trilhos fugindo da revista. Quando os seguranças foram verificar a sacola, encontraram uma faca e mais uma touca que cobre o rosto (conhecida como Ninja) – geralmente utilizada para assaltos. O pipoqueiro foi preso, mas a sua participação no crime foi descartada pela polícia.

TRIO JÁ ATUAVA NO LOCAL – Segundo Lauro Ataíde, os três suspeitos vinham praticando assaltos na estação Largo da Paz há cerca de um mês e já estavam sendo monitorados pela polícia. De acordo com ele, o trio costumava se dirigir ao metrô a partir da Estação integrada de Xambá, em Olinda, descer no ponto de ônibus de ônibus na Estrada dos Remédios, no Recife, e pegar um trem no Largo da Paz, onde anunciava o assalto, geralmente no período da tarde.

Apesar de não informar o quantitativo de policiais que atuam na segurança da estação, Lauro Ataíde disse que a segurança na área já estava reforçada. “As imagens das câmeras serão entregues à polícia, mas já constatamos pelas imagens que eram os mesmos jovens dos assaltos praticados nas últimas semanas”, disse o coordenador de segurança da CBTU.

O comerciante Antônio Alves da Silva, 65 anos, presenciou um dos assaltos há cerca de 15 dias. “Tive sorte porque estava longe. Eles costumavam agir entre 15h e 16h. Quem depende do metrô core risco todos os dias. Não existe segurança nenhuma”, reclama.

Somente nos últimos oito meses, já foram registrados 101 roubos e furtos no Metrô do Recife, superando os 90 crimes contabilizados em todo o ano passado.

Do JC Trânsito

Terça, 01 de setembro de 2015 – Postado por Elismar Rodrigues

Leia também: