Notícias

Servidor Público de Ouricuri reclama da falta da margem nos contracheques e da falha no sistema que não libera os contracheques

Compartilhe:
Servidor Público de Ouricuri reclama da falta da margem nos contracheques e da falha no sistema que não libera os contracheques

O Sindsep/Ouricuri vem cobrando da prefeitura Municipal de Ouricuri, que seja disponibilizado a margem nos contracheques para acabar com a humilhação que o servidor passa quando precisa dessa margem.  
A disponibilização dessa margem nos contracheques irá facilitar para ambos, servidor e prefeitura, pois seria um trabalho a menos para o setor pessoal e mais agilidade para os servidores que as vezes esperam dias para conseguir esse serviço quando precisam para fazer empréstimos consignados e outros. 

Saiba-calcular-a-margem-do-empréstimo-consignado-do-INSS

A gestão poderia seguir bons exemplos que favorecem o cidadão a exemplo do estado e outros órgãos que já disponibilizam esse serviço visando agilizar os trabalhos do setor pessoal e facilitar a vida dos servidores. 

A margem consignável é o valor máximo que pode sair do seu salário ou aposentadoria todos os meses para pagar um empréstimo. Por lei, ninguém pode assumir uma parcela de empréstimo que seja maior do que 35% da renda mensal. Ou seja, se você ganha R$ 1 mil, a sua margem consignável é de R$ 350. Mas há um detalhe importante: 5% do limite só poderá ser utilizado no cartão de crédito consignado.

Servidores também reclamam que nem o contracheque oline está mais disponível, uma vez que este mês ainda não foi possível visualizar e imprimir o contracheque nas dependências do SINDSEP.

Por Elismar Rodrigues

Terça, 13 de outubro de 2015 – Postado por Elismar Rodrigues

Gostou do conteúdo? Compartilhe para que mais pessoas fiquem tão informadas quanto você.

Leia também: