Pernambuco

Teresa Duere debate Previdência Social no Congresso da Amupe

Compartilhe:

A gestão previdenciária deve ser tratada com responsabilidade. Prefeitos, governadores e presidente da República não têm a Previdência Social como uma política pública. As prioridades são saúde, educação e segurança”. A declaração partiu da conselheira Teresa Duere durante palestra proferida por ela, nesta quarta-feira (26), durante debate sobre o impacto da Previdência Social nos municípios, que ocorreu no 4º Congresso Pernambucano de Municípios, promovido pela Amupe, no Centro de Convenções, em Olinda.

Também participaram do debate o representante da Subsecretaria dos Regimes Próprios de Previdência Social, Leonardo da Silva Motta, o conselheiro da Aneprem, (Associação Nacional das Entidades de Previdência), Roberto Moisés dos Santos e a presidente da Associação Pernambucana de Entidades de Previdência Pública, Marcela Proença.

A conselheira falou sobre as dificuldades dos administradores na gestão previdenciária, que tem levado a um endividamento das prefeituras em todo o Estado. Os números mostram que dos 143 municípios pernambucanos que possuem regime próprio de previdência, 80% estão com déficit atuarial.

A falta de planejamento e compromisso dos gestores foram apontados por Teresa Duere como principais problemas que levam ao agravamento da situação. “Os gestores pensam: agora a gente vai comandar o dinheiro da Previdência. E isso atinge cidades de pequeno e grande porte”, disse ela.

Na opinião de Marcela Proença, outro entrave na gestão previdenciária é a falta de profissionalização. “Muitas vezes os prefeitos não se atentam à importância que o tema tem dentro do contexto político municipal e colocam pessoas para gerenciar o sistema previdenciário que têm dificuldades de compreensão no assunto. Não há um cuidado para capacitar as pessoas, e isso leva a punições por parte dos órgãos de controle”, afirmou.

A palestra da conselheira Teresa Duere foi bastante concorrida e atraiu um grande público ao teatro do Centro de Convenções. A programação do 4º Congresso dos Municípios se encerra nesta quinta-feira à tarde.

Gerência de Jornalismo (GEJO), 27/07/2017

Confira também…

*Inscrições para cursos do PROEJA estão abertas em Petrolina, Salgueiro e Ouricuri, PE

*Fiepe do Araripe promove curso gratuito sobre como evitar problemas trabalhistas

*Tribunal derruba decisão de juiz que proibiu e libera reajuste de combustíveis

*Agricultores do Nordeste podem renegociar dívidas contraídas até 2016

*Saúde oferecerá novo tratamento contra hepatite C

* Saúde oferecerá novo tratamento contra hepatite C

* Taxa de juros de pagamento mínimo do cartão cai para 230,4% em junho 

* Governo receberá R$ 1,4 bilhão à vista por concessão de aeroportos

*Servidores municipais de Araripina protestam em frente a prefeitura

*Empresários pernambucanos são presos em nova fase da Lava Jato

*Líder do governo diz que prioridade no retorno do Congresso é votar MPs

*Cautelar do TCE suspende migração de aposentados do RECIFIN para o RECIPREV

Leia também: