Brasil Destaques

PEC da Vaquejada é aprovada; Em voto contra, senador cita Heloísa Helena

Por 55 votos contra oito (em primeiro turno) e 53 votos a nove (em segundo turno), foi aprovada nesta terça-feira, 14, no plenário do Senado, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 50/2016, que legaliza a realização de vaquejadas e rodeios no País. A matéria, de autoria do senador Otto Alencar (PSD-BA), segue agora para apreciação na Câmara dos Deputados.

Em seu discurso antes da votação, o senador Randolfe Rodrigues, líder da Rede, citou a ex-vereadora Heloísa Helena para justificar o encaminhamento do partido pela rejeição da proposta.

Da tribuna, ao criticar a matéria em pauta, o senador chegou a ler um trecho inteiro de um artigo publicado pela alagoana sobre o assunto:

“Como eu não gostaria de ser usada para diversão de outros – tipo eu saio correndo e alguém em alta velocidade puxa meu cabelo preso, me derruba e eu cairia e seria arrastada com todo impacto que as leis da física mostram -, certamente sairia direto para o hospital ou IML, né? Portanto, existem formas mais belas de convivência e diversão com animais que eles não precisem ser feridos e explorados para nossa alegria, afinal juntos somos apenas partículas neste universo e a supremacia dos humanos é apenas ridícula e cínica vaidade!”.

“Convite”

Logo em seguida, ao encaminhar o PP para votar a favor da PEC, o senador Benedito de Lira fez um “convite” aos que são contrários à prática da vaquejada, entre eles os próprios colegas senadores: “Façam uma visita a um matadouro para ver o que maltrata mais: matar o boi ou a vaquejada”.

Agência Senado

Leia também: